A queda da renda dos brasileiros tem sido um dos principais fatores de desestabilização econômica detonados pela pandemia do coronavírus, que não dá pistas de arrefecer tão cedo no País. Um levantamento da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) revelou que o percentual de famílias com dívidas aumentou em junho de 2020 e alcançou novo recorde histórico: 67,1% têm contas em aberto no cheque pré-datado, cartão de crédito, cheque especial, carnê de loja, empréstimo pessoal ou prestação de carro e seguro. Esse é o maior patamar da série iniciada em janeiro de 2010. 

crédito
iStock
iG Crédito oferece nova alternativa de empréstimo pessoal ao usuário

Em um momento de tanta fragilidade econômica, ter autonomia na hora de contrair um empréstimo e segurança de que vai pagar a menor taxa de juros para o seu perfil é algo de extrema utilidade. É justamente esse poder de escolha que o iG Créditos , plataforma lançada pelo portal iG em parceria com a FinanZero, oferece ao consumidor.

Leia também: iG lança buscador de empréstimo pessoal para dar autonomia ao usuário

O buscador de empréstimos do iG , a partir do cadastro feito pelo usuário, oferece um conjunto de opções de empréstimos pessoais para que o consumidor escolha aquela com taxas e condições que melhor se adequem a seu orçamento. Após o pedido, o cliente pode obter propostas de crédito pré-aprovadas em menos de cinco minutos.

Essa agilidade é o diferencial da fintech que firmou parceria com o portal para o lançamento da ferramenta. Ela opera como correspondente bancário online para negociar empréstimos junto a instituições financeiras.

A necessidade de crédito é um problema que muitos brasileiros têm enfrentado nos últimos meses e o aumento do endividamento é um reflexo direto disso.

De acordo com a pesquisa do CNC, o cartão de crédito é o grande vilão do endividamento do brasileiro neste período. Ele é o grande responsável pela inadimplência de 76% daqueles que têm renda familiar mensal até 10 salários mínimos.

É possível fazer simulações e tirar dúvidas no site creditos.ig.com.br . É importante observar que a operação é regulamentada pelo Banco Central e que, depois de aprovado o empréstimo, o dinheiro cai na conta em até 48 horas.

Fazendo ajustes

Antes de contrair um empréstimo pessoal, é preciso ter em mente quais são as dívidas que devem e podem ser atacadas primeiro. Aquelas que podem ser renegociadas com o estabelecimento de parcelas e/ou amortização de juros. Tudo isso é importante para saber quanto tomar emprestado, lembrando que os valores estão atrelados à análise de perfil que será feita pelas instituições financeiras.

A grande vantagem é que o iG Créditos  dinamiza todo esse processo sem que haja a necessidade do usuário sair de casa e com as simulações é possível ajustar as necessidades ao orçamento e ir reavaliando como deixar as dívidas no passado.

    Veja Também

      Mostrar mais