Tudo o que estamos vivendo na esteira da pandemia do novo Coronavírus é inédito e a sucessão de comerciais na TV entrega que o comércio pode até não parar completamente, mas vai mudar radicalmente nesse período. O consumismo vai desacelerar, mas as pessoas não deixarão de consumir itens básicos para a sobrevivência. Justamente por isso o e-commerce se prepara para o maior boom já experimentado no País.

e-commerce
iStock
Compras pela internet disparam em plena era do Coronavírus

Um bom termômetro disso pode ser verificado nos dados da gigante do e-commerce Mercado Livre. As categorias de saúde, cuidado pessoal e alimentos e bebidas registraram crescimento de 15% quando comparado ao mês todo de fevereiro deste ano. Na comparação com a primeira quinzena de março do ano passado, o crescimento foi de 65%. 

Leia também: Dez séries para curtir no Prime Video durante a quarentena 

De acordo com projeções da consultoria de mercado Compre & Confie, o cenário de incerteza gerado pela pandemia deve estimular cada vez mais o comércio online. Produtos de higiene pessoal e saúde, ainda de acordo com a consultoria, já subiram 200% nos 15 dias de março em relação ao mesmo período de fevereiro.

Comércio se ajusta

undefined

Produtos para o seu pet

É possível comprar tudo para o seu pet online

por

Diversos

A partir de R$ 2,99

Supermercados, farmácias, redes de fast-food e até lojas de móveis estão se reorganizando para investir no varejo online. Há algumas redes que já detêm vantagem porque já atuavam neste segmento, como Lojas Americanas e Pão de Açúcar, para citar dois exemplos. No entanto, gigantes do varejo como Amazon, com modelo de negócio e estrutura voltados para o e-commerce, têm maior poder de adaptação para períodos como esse, ainda que considerem que algumas entregas podem atrasar - como já ocorre nos EUA.

Leia também: É desaconselhável manter a barba durante pandemia de COVID 19 

O que comprar?

undefined

Alimentos e bebidas

Cafés, comidas para bebês, bebidas alcoólicas, cereais, grãos, massas, mohos, lanches, doces e mais

por

Diversos

A partir de R$ 2

Se há receio de sair para ir ao mercado por risco de contágio ou por pertencer ao grupo de risco, saiba que é possível fazer as compras sem sair de casa. Muitos supermercados disponibilizam o serviço via aplicativo, outros terceirizam a entrega. Em última análise, é possível até mesmo acionar um Uber para pegar as compras.

Produtos de higiene  e alimentos são, claro, as prioridades e podem ser adquiridos com frete grátis na loja virtual da Amazon . O que é mais premente, porém, como pães, frios, carnes e vegetais, devem ser comprados em mercados, ou presencialmente ou via aplicativos. 

undefined

Saúde e higiene pessoal

Sabonetes, cremes, vitaminas, produtos de limpeza e mais

por

Diversos

A partir de R$ 2

*O iG pode ganhar comissão sobre as vendas originadas a partir deste artigo

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários