ONDA DE DEMISSÕES: Amrop desenvolve uma estratégia robusta de retenção
prnewswire.com
ONDA DE DEMISSÕES: Amrop desenvolve uma estratégia robusta de retenção

BRUXELAS , 14 de julho de 2022 /PRNewswire/ -- Mudanças significativas nas taxas de emprego recentes forçaram os empregadores a reavaliar sua abordagem em relação à retenção de funcionários e aos fatores que influenciam a longevidade e a força de uma equipe. The Great Resignation, como ficou conhecido o movimento em que milhões de pessoas estão se demitindo em busca de estilos de vida melhores, causou agitação em quase todos os setores, criando grandes lacunas em talentos e produção, além de impactar os orçamentos e a motivação das empresas.

"Na Amrop, notamos tendências significativas em nossos países parceiros – o efeito cascata relatado pelo Departamento de Estatísticas Trabalhistas dos EUA em que 47,8 milhões de norte-americanos pediram demissão no ano passado. Nossa posição como consultores globais de liderança e empresa de busca de executivos nos permite analisar e prever esses desafios em outros territórios, auxiliando nossa rede mundial com estratégias para enfrentar The Great Resignation", disse Annika Farin , presidente de parcerias da Amrop e sócia-gerente da filial alemã.

Dados da Amrop mostram que, após seu forte golpe nos EUA, The Great Resignation agora está gerando impacto em grande parte do território europeu, fazendo com que os países menores anotem as lições de retenção aprendidas nos Estados Unidos. Observa-se também que os fatores demográficos da Europa estão impactando o mercado de trabalho, já que as pessoas da geração pós-segunda guerra estão todas saindo ao mesmo tempo – "isso é especialmente evidente na Alemanha, vemos isso em todos os lugares agora e temos que ser criativos em relação a isso", disse Annika. 

De acordo com Antonio Pellerano , presidente e sócio-gerente da Amrop na Itália, o fenômeno está afetando 60% das empresas na Itália e vários milhares de cargos, principalmente nas áreas digital e de TIC. Já se observam tendências semelhantes na Europa Oriental e Ocidental.

Embora uma pesquisa da Microsoft realizada no ano passado destaque que 41% da mão de obra global esteja considerando se demitir, a taxa prevista de demissões na classe executiva é significativamente maior. Uma pesquisa recente da Deloitte mostra que cerca de 70% dos funcionários de alto escalão nos Estados Unidos, Reino Unido, Canadá e Austrália estão considerando seriamente sair de seus empregos.

O estudo indica que 81% deles diz que melhorar seu bem-estar é mais importante do que avançar em suas carreiras, uma vez que eles estão em busca de uma melhor qualidade de vida. Essa busca por um melhor estilo de vida já está contagiando os países europeus, forçando as empresas a prestar muita atenção em seus principais executivos, diretores financeiros e outros funcionários de alto escalão, à medida que eles reavaliam o papel do trabalho em suas vidas.

A Amrop desenvolve programas de retenção, sempre personalizados às necessidades e metas da empresa, visando manter os funcionários engajados, produtivos e empregados. Uma estratégia multifacetada, direcionada e pessoal é fundamental, com o respaldo de uma relação de trabalho de confiança e segura entre empregador e funcionário.

O serviço de aconselhamento de retenção desenvolvido pela Amrop Woodburn Mann e pelo Instituto Woodburn Mann de Ciência da Liderança oferece um exemplo de sucesso desse programa, um exemplo do qual a rede mundial da Amrop extrai lições ao lidar com estratégias de retenção de parceiros. Ele se concentra nos princípios do engajamento aprimorado, em nível pessoal e institucional, que viabilizam soluções para os executivos de uma empresa.

"O programa cultiva a fidelidade e a entrega de longo prazo, melhorando a proposta de retenção e incentivando o executivo a permanecer na empresa", explica Andrew Woodburn , sócio-gerente da Amrop Woodburn Mann, que participa do Conselho Global da Amrop Patnership. "Na maioria dos casos, os profissionais não são informados de que estão passando por aconselhamento de retenção, uma vez que esse conhecimento poderia gerar uma dinâmica constrangedora entre eles e seu empregador. Em vez disso, eles recebem uma oportunidade de desenvolvimento executivo. Em conjunto com o empregador, criamos um programa para superar alguns dos desafios que incitam o funcionário a se tornar um risco de fuga."

A Woodburn aconselha as empresas a olhar além das necessidades do funcionário. "Em muitos casos, a cultura e a retenção se originam do estilo de liderança que vem de cima. Portanto, de forma sistemática, a cultura e a liderança da empresa precisam ser consideradas de cima para baixo. Trata-se de um programa de longo prazo, que pode levar muitos anos para ser executado dentro de uma empresa, exigindo um compromisso de cultura dedicado e adesão por parte da empresa."

Andrew recomenda um conjunto diversificado de incentivos ao se criar esse programa. "Ele deve incluir postura, ambiente organizacional atual, quaisquer questões pessoais, formação e treinamento, liderança, remuneração, escopo de função e expectativas futuras. Essa ampla paleta deve trazer à tona as questões cruciais que precisam ser abordadas pelo programa de retenção, para gerar uma solução viável tanto para o funcionário quanto para o empregador."

" Na Amrop, incentivamos as empresas a tornar o plano de retenção parte de seu objetivo de atrair, desenvolver e reter talentos. Ao trabalhar com as empresas, nossa meta é manter os conhecimentos empresariais, retendo os funcionários de longa data e altamente valiosos, principalmente na categoria executiva. A experiência, as qualificações, as redes, a percepção, o entendimento da empresa e a capacidade de contribuir além dos indicadores-chave de desempenho de um executivo são commodities altamente valorizadas – e esses funcionários de alto escalão devem ser um forte foco na estratégia de retenção de uma empresa" – Annika Farin

Para garantir um bom planejamento de retenção, a Amrop recomenda uma abordagem ágil que considere a pessoa e seu bem-estar geral. As empresas que podem oferecer flexibilidade a seus funcionários e entender suas necessidades e valores têm uma maior probabilidade de manter uma equipe estável e competitiva. Oferecer benefícios interessantes, estar comprometido com perspectivas de carreira de longo prazo, proporcionar treinamentos e investir no aprendizado contínuo inspirará uma maior lealdade, mantendo os executivos talentosos e motivados que estejam comprometidos com o sucesso da empresa.

CONTATO:

SEDE GLOBAL da Amrop
The Amrop Partnership SCRL
Rue Abbé Cuypers 3
1040 Bruxelas, Bélgica

Tel.: +32 471 733 825
E-mail: contact@amrop.com
Brigitte Arhold, diretora operacional    

Logotipo - https://mma.prnewswire.com/media/1857796/Amrop_Logo.jpg

FONTE Amrop

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários