HISTÓRICO DO DESMATAMENTO EXPÕE O DESAFIO AMAZÔNICO ATUAL E FUTURO, NO NOVO VOLUME DA SÉRIE AMAZÔNIA BRASILEIRA
prnewswire.com
HISTÓRICO DO DESMATAMENTO EXPÕE O DESAFIO AMAZÔNICO ATUAL E FUTURO, NO NOVO VOLUME DA SÉRIE AMAZÔNIA BRASILEIRA

  • Volume 2 da Série Amazônia Brasileira: perspectivas territoriais integradas e visão de futuro, produção editorial do Centro de Estudos Synergia, já está disponível para download gratuito

SÃO PAULO, 17 de fevereiro de 2022 /PRNewswire/ -- O volume 2 da Série Amazônia Brasileira: perspectivas territoriais integradas e visão de futuro  acaba de ser lançado e oferece uma leitura sobre Territórios: ocupação consolidada e arco do desmatamento , aqui disponível para dowload .  

Nesse volume, leitores e leitoras são levados a uma reflexão sobre as realidades amazônicas, observando continuidades e descontinuidades entre quatro diferentes tipologias territoriais na região: 1) áreas com ocupação consolidada, 2) áreas sob pressão/arco do desmatamento, 3) áreas conservadas e 4) metrópoles da floresta. 

A mudança na distribuição espacial destes quatro territórios, ao longo do tempo, convoca várias reflexões. O Volume 2 aborda questões socioeconômicas das diferentes Amazônias, discutindo o status e os sentidos do desenvolvimento econômico da Amazônia hoje. O desmatamento "vale a pena"? - é uma questão que atravessa esta discussão, já que a maioria dos municípios amazônicos possui PIB anual inferior a R$ 3,36 bilhões, segundo dados de 2018. Chama a atenção, também, o dado sobre a agropecuária, vetor central de desmatamento, que agrega apenas 10% do PIB da Amazônia.  

Evidencia-se no estudo que, a longo prazo, os municípios com as maiores áreas desmatadas não são aqueles com os melhores indicadores econômicos, ao contrário. 

O volume aborda também os vetores centrais que vêm direcionando os processos de alteração nas dinâmicas territoriais amazônicas - como o incremento da pecuária, a abertura de estradas, a criação de assentamentos, a grilagem e o avanço do garimpo ilegal, que resultaram no trágico cenário de 20% desse bioma desmatado.  

"Observar o quadro socioambiental amazônico atual por uma perspectiva histórica dos processos de desenvolvimento de cada território é essencial para que proposições de projetos e políticas de sustentabilidade sejam pautadas pelo território, considerando os aprendizados do passado, propondo inovações para além de tendências e modelos historicamente arraigados", explica Mario Vasconcellos , líder do Centro de Estudos Synergia, responsável pela Série. 

"A Amazônia concentra quase 60% do território nacional e agrega menos de 10% do PIB do país. Sua economia está centrada no setor de serviços e de administração pública, o que fortalece a ideia de que não há racionalidade econômica que justifique o desmatamento. A degradação florestal não agrega riqueza às regiões, consideradas isoladamente ou em seu conjunto, na Amazônia", completa Vasconcellos.  

Pressões, ameaças, assentamentos, mineração ilegal, grilagem e agropecuária são temas abordados em profundidade nos capítulos da edição Territórios: ocupação consolidada e arco do desmatamento , o segundo volume da Série Amazônia Brasileira: perspectivas territoriais integradas e visão de futuro. 

O primeiro volume – Panorama 2021 e visão de futuro - lançado em dezembro de 2021, abordou os principais problemas, questões e desafios socioambientais da Amazônia atual, e lançou um olhar para o futuro da floresta. Já os volumes dois e três aprofundam essa análise, pensando nos diversos territórios amazônicos e seus cenários específicos, com suas implicações sociais, ambientais e econômicas. A partir do quarto volume, até o sétimo, que encerrará a Série, os especialistas da Synergia discutirão soluções e ações inovadoras para a região, direcionadas pelas vozes e interesses das comunidades locais. 

Leia Também

O Centro de Estudos Synergia foi criado como um espaço dedicado à construção da inovação no campo socioambiental brasileiro, abrigando iniciativas voltadas à pesquisa e ao conhecimento, por meio da troca, debate e compartilhamento de conhecimentos e experiências oriundos da atuação da Synergia em diversos territórios e contextos socioambientais do país. 

Sobre a Synergia ( https://www.synergiaconsultoria.com.br/ )

Fundada em 2005 por Maria Albuquerque, a Synergia é uma consultoria socioambiental que atende os setores público e privado, oferecendo soluções em mediação de conflitos, desenvolvimento social, relações territoriais e gestão de conhecimento. Atua em todo o território nacional, atendendo às demandas dos segmentos de mineração, siderurgia, indústria petroquímica, gestão pública, agronegócio, agroindústria, saneamento, energia e gestão hídrica. 

Maria Albuquerque é doutora em Estruturas Ambientais Urbanas pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP (FAU-USP), mestre em Sociologia do Trabalho pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e licenciada em Ciências Sociais pela Faculdade de Filosofia do Recife (FAFIRE). 

A consultoria possui o certificado internacional de qualidade ISO:9001, conquistado em 2013, graças à sua capacidade de planejamento, elaboração e execução de programas sociais, urbanos e ambientais. Já atuou em mais de 127 projetos no Brasil e em Moçambique, envolvendo mais de 1.2 milhão de pessoas. É associada ao Instituto Ethos e membra do Pacto Global das Nações Unidas

Foto - https://mma.prnewswire.com/media/1749316/Synergia_Serie_Amazonia_Brasileira_Vol_2capa.jpg

FONTE Synergia

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários