Parceria irá incentivar a bioeconomia na rede hoteleira brasileira
prnewswire.com
Parceria irá incentivar a bioeconomia na rede hoteleira brasileira

SÃO PAULO, 20 de janeiro de 2022 /PRNewswire/ -- A sustentabilidade das hospedagens tem sido cada vez mais levada em consideração pelos turistas. De acordo com o Relatório de Sustentabilidade da Booking 2021, 73% dos viajantes teriam maior probabilidade de escolher uma acomodação se ela implementasse práticas de sustentabilidade. Como forma de estimular a bioeconomia no setor hoteleiro brasileiro, o Sebrae e a Abrafibras (Associação Brasileira da Indústria e dos Produtores de Fibras Naturais) celebraram convênio para a execução do projeto de Bioeconomia na Hotelaria.

A parceria visa incentivar o empreendedorismo e a escalabilidade da bioeconomia para atender às necessidades da hotelaria, com fabricação nacional. O objetivo do projeto é atender aos fornecedores e às redes hoteleiras desenvolvendo produtos a partir de recursos renováveis, como as fibras naturais, para substituir os produtos feitos partir de recursos não renováveis de origem fóssil. As inscrições para os pequenos negócios que quiserem participar do projeto já estão abertas. Podem se inscrever empresas fornecedoras, empresas que desejam fornecer as redes hoteleiras, hotéis e pousadas. Os interessados podem enviar um e-mail para [email protected] .

O presidente do Sebrae, Carlos Melles , destaca que há potencial de negócios para as pequenas empresas da cadeia produtiva. "Existe uma grande variedade de oportunidades que devem ser aproveitadas e a ação abrirá um mercado muito grande para as micro e pequenas empresas, tanto em nível nacional como internacional, desde que tenham produtos que atendam os requisitos exigidos pelos compradores. Para isso, esta parceria irá preparar as empresas por meio de consultoria, palestras, mentorias e encontros de negócios", afirma.

Segundo a diretora executiva da Abrafibras, Katiane Gouvêa, a aplicação das fibras naturais pode atender às necessidades de todas as áreas do hotel ou pousada. "Itens de alto giro como cúpulas, luminárias de leitura, pendentes, abajures, cadeira e móveis em geral, apoiadores, cortinas, coberta, almofadas, tapetes, artigos para banheiro, amenities, pantufas, chinelos, jogos americanos, souplats, uniformes do staff, calçados entre outros desenvolvidos com as fibras naturais do Brasil, e de preferência com fornecedores locais".

Leia Também

Para a Abrafibras, o projeto Bioeconomia na Hotelaria poderá colocar a hotelaria brasileira na vanguarda mundial da sustentabilidade pela sua riqueza de recursos renováveis, ligado ao desenvolvimento econômico sustentável das florestas nacionais e a criatividade dos designers e empresários brasileiros. O presidente da Abrafibras, Guilherme José Korte, o projeto será um marco para a cadeia das fibras naturais, e destaca o bambu, o algodão orgânico, juta, malva, sisal, piaçava, tucumã, inajá, bacaba, açaí, macaúba , abacá , curauá, buriti entre outras. "Os produtos desenvolvidos terão a inserção do design e precisam atender às especificações técnicas e funcionais da hotelaria", comenta.

Foto - https://mma.prnewswire.com/media/1729815/1.jpg

FONTE Abrafibras

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários