RDIF está pronto para fornecer a vacina Sputnik Light, de dose única, e a vacina Sputnik M (para adolescentes) à medida que desenvolve cooperação estratégica com parceiros na Índia para combater o COVID
prnewswire.com
RDIF está pronto para fornecer a vacina Sputnik Light, de dose única, e a vacina Sputnik M (para adolescentes) à medida que desenvolve cooperação estratégica com parceiros na Índia para combater o COVID

Moscou, 6 de dezembro de 2021 /PRNewswire/ -- A parceria entre a Rússia e a Índia na luta contra o COVID já demonstrou resultados significativos e o Fundo Russo de Investimento Direto (RDIF, fundo soberano da Rússia) faz esforços para expandi-la através do fornecimento da vacina de dose única Sputnik Light e da Sputnik M (para adolescentes).

A vacina russa Sputnik V, que é uma das vacinas mais seguras e eficazes do mundo (como demonstrado pelos dados do mundo real da Hungria, San Marino , Argentina , Sérvia, Bahrein, México, Emirados Árabes Unidos e outros) já é usada na Índia desde a autorização para uso emergencial concedida em abril de 2021. A Sputnik V se tornou a primeira vacina fabricada no exterior a ser usada na Índia.

A Sputnik V foi aprovada em 71 países, com população total de mais de 4 bilhões de pessoas. Para atingir a capacidade de produção necessária, o RDIF fechou acordos com as principais empresas farmacêuticas indianas, incluindo o Serum Institute of India - o maior produtor mundial de vacinas, bem como a Gland Pharma, Hetero Biopharma, Panacea Biotec, Stelis Biopharma, Virchow Biotech e Morepen. Hoje, a Índia é o principal centro de produção das vacinas Sputnik V e Sputnik Light.

Atualmente, o RDIF está cooperando ativamente com as autoridades reguladoras da Índia no registro da Sputnik Light (a vacina de dose única, baseada no sorotipo 26 do adenovírus humano, o primeiro componente da Sputnik V) como uma vacina autônoma e como reforço universal e espera que a vacina seja autorizada no país em breve. Grande parceiro do RDIF, o Laboratórios do Dr. Reddy, realizou testes clínicos adicionais da Sputnik Light na Índia, cujos dados positivos também foram apresentados ao regulador.

A Sputnik Light é uma vacina altamente eficaz: as últimas descobertas do Centro Gamaleya com base em dados de 28.000 indivíduos em Moscou demonstraram que a Sputnik Light administrada de forma autônoma tem 70% de efetividade contra a infecção da variante Delta do coronavírus durante os três primeiros meses após a vacinação. A vacina é 75% eficaz entre os indivíduos com menos de 60 anos. A eficácia do Sputnik Light como um reforço contra a variante Delta para outras vacinas será próxima da eficácia contra a variante Delta da vacina Sputnik V: mais de 83% contra infecção e mais de 94% contra a internação.

A Sputnik Light provou ser segura e altamente efetiva, segundo dados de vacinação do mundo real. Em particular, a vacina demonstrou efetividade entre 78,6-83,7% entre os idosos, de acordo com o Ministério da Saúde de Buenos Aires, Argentina . O Ministério da Saúde do Paraguai também considerou que a Sputnik Light é 93,5% efetiva durante a campanha de vacinação em curso no país.

Resultados preliminares do estudo na Argentina sobre regimes heterólogos que combinam Sputnik Light com as vacinas produzidas pela AstraZeneca, Sinopharm, Moderna e Cansino mostraram que a Sputnik Light é um efetivo impulsionador universal para essas vacinas.

Os resultados de um ensaio clínico conjunto separado de uma combinação de Sputnik Light com a vacina AstraZeneca demonstraram que ela induz uma forte imunidade e tem um alto perfil de segurança.

A vacina da AstraZeneca é produzida na Índia sob a marca Covishield e a Sputnik Light poderia ser aplicada com sucesso como reforço em parceria com o Serum Institute of India , que já produz as duas vacinas.

O RDIF também forneceu ao regulador indiano documentos para registro da Sputnik M – a vacina para adolescentes de 12 a 17 anos. O Ministério da Saúde da Rússia registrou a Sputnik M em 24 de novembro de 2021. Ela tornou-se um novo membro da família de vacinas Sputnik e está sendo oferecida aos mercados internacionais, junto com a Sputnik V e a Sputnik Light.

Leia Também

Se aprovada pelas autoridades da Índia, a Sputnik M pode se tornar a primeira vacina registrada para adolescentes no país e fazer uma contribuição importante na proteção da população mais jovem.

Kirill Dmitriev , CEO do Fundo Russo de Investimento Direto, comentou:

"Rússia e Índia uniram forças desde o início da pandemia com essa parceria estratégica, que inclui a produção das vacinas Sputnik V e Sputnik Light. Vários acordos com parceiros indianos ajudaram o RDIF a aumentar significativamente a capacidade de produção. Estamos prontos para oferecer a vacina Sputnik Light e a vacina Sputnik M, para adolescentes, de forma a contribuir com uma forte imunidade de rebanho na Índia e continuar salvando milhões de vidas."

Logo: https://mma.prnewswire.com/media/1698158/Russian_Direct_Invest_Fund_Logo.jpg

FONTE The Russian Direct Invest Fund (RDIF)

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários