QS World University Rankings 2022
prnewswire.com
QS World University Rankings 2022

LONDRES, 8 de junho de 2021 /PRNewswire/ -- A QS Quacquarelli Symonds, analista global de ensino superior, publicou hoje a 19ª edição do ranking internacional de universidades mais consultado do mundo. Os resultados mostram uma quase duplicação da representação brasileira no ranking, com 13 universidades brasileiras entrando na tabela publicada este ano. Com 27 de suas universidades agora nomeadas entre as melhores do mundo, o Brasil é a nação latino-americana mais representada, superando a Argentina e o México (com 24 instituições classificadas cada).

A universidade líder no Brasil é mais uma vez a Universidade de São Paulo (USP). A USP não conseguiu superar o recorde do ano passado, caindo da 115ª para 121ª posição; um resultado que a coloca em terceiro lugar na América Latina. Apesar dessa queda geral no ranking, a USP melhorou seu desempenho em ambos os indicadores de reputação da QS e viu sua pontuação para o impacto de pesquisa aumentar.

Globalmente, o Instituto de Tecnologia de Massachusetts alcançou o recorde de dez anos consecutivos como número um do mundo. A Universidade de Oxford subiu para o segundo lugar pela primeira vez desde 2006, enquanto a Universidade de Stanford e a Universidade de Cambridge dividem o terceiro lugar.

Das 27 instituições brasileiras ranqueadas:

  • 3 melhoraram sua posição (11.1%)
  • 5 caíram de posição (18.5%)
  • 14 se mantiveram estáveis (51.9%)
  • 5 estão participando do ranking pela primeira vez.

Ben Sowter , diretor de pesquisa da QS, disse: "A edição deste ano do QS World University Rankings traz os holofotes para mais universidades brasileiras do que qualquer outra edição. Alunos, pais, acadêmicos e legisladores poderão, portanto, usar os resultados para fazer comparações cada vez mais ricas - e decisões cada vez mais informadas."

"Os resultados brasileiros sugerem que acadêmicos e empregadores em todo o mundo estão cada vez mais propensos a indicar as universidades do país como fontes de pesquisa e graduados de alta qualidade. No entanto, se as universidades do país quiserem fazer mais melhorias, será necessário expandir os recursos de ensino em todo o país, para que os alunos possam desfrutar de experiências de aprendizagem pessoais e atenciosas. Também será necessário traçar estratégias para aumentar a produção e o perfil da pesquisa brasileira."

QS World University Rankings 2022: Top-10 América Latina

2022

2021

Instituição

Local

69

66

Universidad de Buenos Aires

Argentina

105=

100

Universidad Nacional Autónoma de México (UNAM)

México

121=

115

Universidade de São Paulo (USP)

Brasil

135

121

Pontificia Universidad Católica de Chile

Chile

161=

155

Tecnológico de Monterrey (ITESM)

México

183=

180

Universidad de Chile

Chile

219

233

Universidade Estadual de Campinas (Unicamp)

Brasil

236=

227

Universidad de Los Andes Colombia

Colômbia

258=

259

Universidad Nacional de Colombia

Colômbia

322=

326

Pontificia Universidad Católica Argentina Santa María de los Buenos Aires (UCA)

Argentina

369=

380

Universidade Federal do Rio de Janeiro

Brasil

391=

377

Universidad de Palermo

Argentina

© QS Quacquarelli Symonds 2004-2021 https://www.TopUniversities.com/ .  

All rights reserved.

Brasil: Dentro dos dados

  • A Universidade de São Paulo ficou na 45ª posição no indicador de Reputação Acadêmica (90.1/100), denotando notável consideração entre a comunidade acadêmica internacional.
  • A USP ficou entre as 100 melhores no indicador de Reputação entre Empregadores (71.3/100), demonstrando que os empregadores veem os graduados na USP em consideração cada vez mais elevada.
  • A USP não foi capaz de melhorar ainda mais sua performance devido ao declínio nas pontuações relacionadas à capacidade de ensino. A instituição caiu 42 posições no indicador de Proporção Corpo Docente/Aluno e agora está em 688º lugar para esta métrica.
  • A Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) subiu 14 posições ano após ano, ficando agora na 219ª. Esse crescimento se deu devido à melhora nos indicadores de impacto de pesquisa e empregabilidade dos graduados, o que também fez a instituição subir do 8º para o 7º lugar no ranking da América Latina.
  • As universidades brasileiras registraram melhorias sistêmicas no indicador de Reputação Acadêmica da QS: 19 de suas 27 universidades classificadas (70,4%) melhoraram sua pontuação.
  • Os dois principais fatores que impediram uma maior melhoria do Brasil no QS World University Rankings são as restrições na capacidade de ensino e o impacto relativamente baixo registrado pelas pesquisas.
  • Na Proporção Corpo Docente/Aluno , 19 das 27 instituições brasileiras registraram quedas na pontuação ano a ano, e apenas duas das universidades do país estão entre as 30 melhores da América Latina em capacidade de ensino.
  • No indicador de Citações por Faculdade – medindo o impacto de pesquisa – 17 das 27 instituições brasileiras receberam notas piores ano a ano e nenhuma universidade ficou entre as 300 melhores no quesito de pesquisa.

Este ano, a QS listará as 1300 melhores universidades do mundo - 145 a mais do que na edição do ano passado - que podem ser encontradas em 97 locais. 6.415 instituições foram elegíveis para a análise da pesquisa e 1.705 foram avaliadas para a tabela final. Os resultados representarão a distribuição e desempenho de 14.7 milhões de trabalhos acadêmicos publicados entre 2015 e 2019, e as 96 milhões de citações recebidas por esses trabalhos; eles também correspondem às opiniões de mais de 130.000 professores acadêmicos e mais de 75.000 empregadores.

Metodologia

A QS utiliza seis indicadores para compilar o ranking:

1.  Reputação Acadêmica: baseado nas respostas de uma pesquisa feita com mais de 130.000 acadêmicos.

2.  Reputação Entre Empregadores: baseado nas respostas de uma pesquisa feita com mais de 75.000 empregadores sobre a relação entre a instituição e a empregabilidade dos graduados.

3.  Citações por Faculdade: medindo o impacto da pesquisa, divide o número total de citações recebidas pelos trabalhos de pesquisa de uma universidade por um período de cinco anos pelo número de docentes em uma instituição.

4.  Proporção de Docentes por Aluno: um proxy para a capacidade de ensino. O número de alunos é dividido pelo número de docentes, dando uma indicação do provável tamanho das classes em cada uma das instituições analisadas.

5.  Proporção de Docentes Internacionais: uma das duas medidas de internacionalização da QS, mede a proporção de docentes não domésticos em uma instituição.

6.  Proporção de Estudantes Internacionais: a segunda das duas medidas de internacionalização da QS, mede a proporção de estudantes não domésticos em uma instituição. Isso, por sua vez, fornece uma indicação da capacidade de uma universidade de atrair talentos de todo o mundo.  

Brasil: Universidades ranqueadas (Edição 2022)

QS World University Rankings 2022: Universidades Brasileiras Ranqueadas

2022

2021

Nome da Instituição

  121=

  115=

Universidade de São Paulo (USP)

219

Você viu?

233

Universidade Estadual de Campinas (Unicamp)

  369=

  380=

Universidade Federal do Rio de Janeiro

  434=

  420=

Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)

  492=

  493=

Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho"

651-700

651-700

Pontificia Universidade Católica do Rio de Janeiro - PUC - Rio

651-700

651-700

Universidade Federal de Minas Gerais

751-800

701-750

Universidade Federal do Rio Grande Do Sul

801-1000

  801-1000

Pontificia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP)

801-1000

  801-1000

Universidade de Brasilia

801-1000

  801-1000

Universidade Federal de Santa Catarina

801-1000

  801-1000

Universidade Federal de São Carlos

801-1000

  801-1000

Universidade Federal do Paraná (UFPR)

801-1000

  801-1000

Universidade Federal do Pernambuco

  1001-1200

1001+

Pontificia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

  1001-1200

1001+

Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ)

  1001-1200

1001+

Universidade Federal da Bahia

  1001-1200


Universidade Federal de Juiz de Fora

  1001-1200


Universidade Federal de Pelotas

  1001-1200

1001+

Universidade Federal de Viçosa

  1001-1200

1001+

Universidade Federal do Ceará (UFC)

  1001-1200

1001+

Universidade Federal Fluminense

1201+


Pontificia Universidade Católica do Paraná -PUCPR

1201+

1001+

Universidade Estadual de Londrina

1201+


Universidade Federal da Paraíba

1201+


Universidade Federal de Goiás

1201+

1001+

Universidade Federal de Santa Maria

© QS Quacquarelli Symonds 2004-2021 https://www.TopUniversities.com/ .   All rights reserved.

QS Quacquarelli Symonds

A QS Quacquarelli Symonds é a fornecedora líder mundial de serviços, análises e insights para o setor de ensino superior global. Sua missão é possibilitar que pessoas motivadas em qualquer lugar do mundo atinjam seu potencial por meio de conquistas educacionais, mobilidade internacional e desenvolvimento de carreira.

O portfólio de QS World University Rankings, inaugurado em 2004, cresceu e se tornou a fonte mais popular de dados comparativos do mundo sobre o desempenho de universidades.

Seu website, www.TopUniversities.com  – onde os rankings são publicados - foi visto 147 milhões de vezes em 2020, e mais de 79.000 recortes de mídia relacionados ou mencionando a QS foram publicados por meios de comunicação em todo o mundo em 2020.

Logo - https://mma.prnewswire.com/media/1503777/QS_World_University_Rankings_Logo.jpg

FONTE QS Quacquarelli Symonds

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários