A pesquisa no noroeste da Arábia revela uma das mais antigas séries de estruturas monumentais do mundo à medida que AlUla revela detalhes de seu novo centro global de arqueologia, o Kingdoms Institute
prnewswire.com
A pesquisa no noroeste da Arábia revela uma das mais antigas séries de estruturas monumentais do mundo à medida que AlUla revela detalhes de seu novo centro global de arqueologia, o Kingdoms Institute

ALULA, Arábia Saudita, 30 de abril de 2021 /PRNewswire/ -- O Kingdoms Institute, o centro de estudos para pesquisa arqueológica e conservação inaugurado recentemente em AlUla, anunciou hoje uma descoberta arqueológica significativa no noroeste da Arábia Saudita: as estruturas monumentais complexas denominadas "mustatils", que são mais antigas do que se acreditava inicialmente. A novidade chega na semana do quinto aniversário do anúncio de lançamento do Saudi Vision 2030, para o qual o Kingdoms Institute será um grande colaborador.

Para ver a notícia em multimídia, clique em: https://www.multivu.com/players/uk/8889651-alula-reveals-new-global-hub-for-archaeology-the-kingdoms-institute/ .

O estudo e as conclusões serão detalhados e publicados na revista avaliada por pares Antiquity em 30 de abril de 2021.

O Kingdoms Institute, inaugurado no início deste mês, foi criado sob o patrocínio da Royal Commission for AlUla (RCU). A RCU vem realizando um programa de pesquisa extenso em todo o condado de AlUla, que está ampliando o conhecimento da história humana da região, ao mesmo tempo que se torna a base intelectual do instituto como um centro global de pesquisa e conservação arqueológicas.

Sua Alteza o Príncipe Badr, Ministro da Cultura Saudita e governador da RCU, disse: "Inspirado na visão de Sua Alteza Real o Príncipe Herdeiro de proteger 200 mil anos de história, o patrimônio cultural de AlUla continua com o Kingdoms Institute: um centro global de conhecimento, pesquisa e colaboração que explora as fronteiras da arqueologia e cria novas carreiras para nossa comunidade. Um lugar para descoberta e celebração, enquanto revelamos a contribuição da Arábia para a humanidade."

Maior estudo até hoje

Ainda que a existência dos mustatils fosse conhecida previamente, os mais de 1.000 mustatils que a equipe contratada da RCU registrou são aproximadamente o dobro dos que foram identificados anteriormente.

As pesquisas aéreas e terrestres sem precedentes realizadas por uma equipe da University of Western Australia examinou extensos trechos da região utilizando sensoriamento remoto e helicóptero. Depois de registrar sua presença a partir da visão aérea, a equipe explorou em seguida cerca de 40 no solo e escavou um – tudo isso representando o maior estudo de mustatils realizado até hoje. Essas estruturas antigas no deserto árabe fornecem provas iniciais de prática ritual.

A datação por radiocarbono de um chifre e dente de gado que foram encontrados em uma câmara em um mustatil em AlUla e que, junto com outros, parecem ter sido usados como oferendas em rituais, revelou uma data do final do período neolítico do 6º milênio a.C.

A pesquisa sobre os mustatils é uma prioridade para a RCU. A campanha de pesquisa arqueológica em toda AlUla, incluindo as descobertas dos mustatils, está sendo apresentada atualmente na série de documentários Architects of Ancient Arabia do Discovery Channel.

Um centro de descobertas                             

O Kingdoms Institute está sendo estabelecido como um centro científico de classe mundial para pesquisa e conservação arqueológicas, dedicado ao estudo da história e da pré-história da Península Arábica e visando preservar seu patrimônio como a interseção que conecta três continentes. Com o apoio de trabalhos de campo em todo o condado de AlUla, ele já está preenchendo lacunas na história humana e natural da região.

Inspirado no papel de AlUla como uma interseção cultural e em sua importância histórica no intercâmbio cultural e comercial global, o Kingdoms Institute será um centro acadêmico e também uma plataforma cultural para o conhecimento, a exploração e a inspiração. Ele será um dos pilares da infraestrutura cultural em AlUla no contexto do Journey Through Time Masterplan, lançado este mês.

O Kingdoms Institute ajudará a cumprir o objetivo da Vision 2030 de promover a Arábia Saudita como uma sociedade vibrante, uma economia próspera e uma nação ambiciosa. Além de desenvolver um centro global sobre a história do condado de AlUla, o Kingdoms Institute também treinará a próxima geração de arqueólogos sauditas e os futuros líderes do instituto, abrindo novos caminhos para os jovens profissionais do país.

A sede permanente do Kingdoms Institute, uma estrutura de arenito vermelho que refletirá as obras monumentais da civilização Dadan, abrirá suas portas para os primeiros visitantes até 2030. A RCU estima que o Instituto terá 838 mil visitantes por ano até 2035 em uma sede permanente com 28.857 metros quadrados localizada no distrito Dadan de AlUla.

Sua presença física permanente ainda está em fase de planejamento, mas como uma organização de pesquisa ativa desde o início da RCU, mais de 100 arqueólogos já cavaram, pesquisaram e realizaram estudos associados em toda a AlUla durante os trabalhos de campo sazonais. A coleção permanente do instituto também está crescendo.

Embora o mandato do Kingdoms Institute cubra os 200 mil anos de história humana e natural de AlUla, a "era dos reinos" – o tempo dos reinos de Dadan, Lihyan e Nabateus, aproximadamente de 1000 a.C. a 106 d.C. – será uma área a ser enfatizada pelo instituto.

O Instituto terá sob seu escopo dezenas de missões arqueológicas e de conservação envolvendo especialistas de diversas disciplinas aliadas que trabalham em todo o condado de AlUla. Os esforços já envolvem equipes da Arábia Saudita e de instituições internacionais, incluindo a King Saud University, que realizou um trabalho de base valioso em AlUla nos últimos 15 anos, assim como a UNESCO, o ICOMOS, o Centre National de la Recherche Scientifique da França, o Deutsches Archäologisches Institut da Alemanha e a University of Western Australia , entre outros.

"Só começamos a contar a história oculta dos antigos reinos do norte da Arábia", disse José Ignacio Gallego Revilla , diretor executivo de arqueologia, pesquisa de patrimônio e conservação da RCU. "Há muito mais por vir à medida que revelarmos a profundidade e a amplitude do patrimônio arqueológico da região, que tem sido mal representado há décadas, mas que finalmente terá a vitrine que merece no Kingdoms Institute."

Você viu?

O instituto não só removerá as camadas da profunda história e influência intercultural de AlUla por meio de descobertas arqueológicas, mas também desenvolverá programas de treinamento nacionais e internacionais, acadêmicos e profissionais, destacando métodos e técnicas de última geração e investindo intensamente na próxima geração de especialistas sauditas, para manter o Kingdoms Institute para as gerações futuras.

Já houve progresso com a nomeação do Dr. Abdulrahman Alsuhaibani como diretor interino de museus e exposições, bem como de Munirah Almushawh, como a primeira mulher arqueóloga a codirigir um projeto arqueológico na Arábia Saudita.

A Dra. Rebecca Foote , diretora de pesquisa em arqueologia e patrimônio cultural da RCU, disse: "Com os muitos programas de pesquisa em andamento, o condado de AlUla está se tornando a região mais ativa de pesquisa arqueológica no Oriente Médio. Acabamos de concluir a pesquisa de seus mais de 22 mil quilômetros quadrados pelo ar e no solo e registramos mais de 30 mil áreas de relevância arqueológica. As escavações direcionadas em mais de 50 desses locais estão fornecendo informações principalmente sobre o período final da pré-história (cerca de 6.000 a 2.000 a.C.), com resultados surpreendentes como nossos novos conhecimentos sobre os mustatils."

Para saber mais sobre o Kingdoms Institute e o Journey Through Time Masterplan, acesse https://ucl.rcu.gov.sa/ .

Para perguntas da imprensa, entre em contato com a equipe de relações públicas da RCU pelo e-mail [email protected] .

Sobre AlUla

Situada a 1.100 km de Riad, no noroeste da Arábia Saudita, AlUla é um lugar com um patrimônio natural e humano extraordinário. A vasta área, com 22.561 km², inclui um vale de oásis exuberante, rodeado por montanhas de arenito e patrimônios culturais antigos datados de milhares de anos.

O local mais conhecido e reconhecido em AlUla é Hegra, o primeiro Patrimônio Mundial da UNESCO da Arábia Saudita. Uma cidade antiga de 52 hectares, Hegra foi a principal cidade do sul do Reino Nabateu e é composta por quase cem tumbas bem preservadas com fachadas elaboradas esculpidas em rochas de arenito. A pesquisa atual sugere que Hegra foi o posto romano situado mais ao sul após a conquista dos nabateos em 106 DC.

Além de Hegra, AlUla abriga uma série de sítios históricos e arqueológicos fascinantes, como uma Cidade Antiga cercada por um antigo oásis, o Dadan, a capital dos reinos de Dadan e Lihyan, que é considerada uma das cidades do 1º milênio a.C. mais desenvolvidas da Península Arábica; milhares de locais de arte e inscrições rochosas antigas em Jabal Ikmah e estações ferroviárias de Hijaz.

Nota aos editores:

O Kingdoms Institute é plural, sem possessivos.

Sempre se escreve AlUla, e não Al-Ula.

Sobre a Royal Commission for AlUla

A Royal Commission for AlUla (RCU) foi estabelecida por decreto real em julho de 2017 com a finalidade de preservar e desenvolver AlUla, uma região de notável relevância natural e cultural situada no noroeste da Arábia Saudita. O plano de longo prazo da RCU traça um objetivo responsável, sustentável e sensível em relação ao desenvolvimento urbano e econômico, que preserva o patrimônio natural e histórico da região, ao mesmo tempo que estabelece AlUla como um local desejável para viver, trabalhar e visitar. Isso engloba uma ampla gama de iniciativas dedicadas à arqueologia, turismo, cultura, educação e artes que refletem o compromisso existente de cumprir com as prioridades de diversificação econômica, empoderamento da comunidade local e preservação do patrimônio estabelecidas no programa Vision 2030 do Reino da Arábia Saudita.

Foto: https://mma.prnewswire.com/media/1499035/Kingdoms_Institute_Conceptual_design.jpg

FONTE Royal Commission for AlUla for Saudi Arabia

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários