Edheroes: quem pode salvar a educação na era da pandemia e como?
prnewswire.com
Edheroes: quem pode salvar a educação na era da pandemia e como?

MOSCOU, 27 de abril de 2021 /PRNewswire/ -- O que mudou na sociedade no ano passado, desde que todos os berçários, escolas e universidades em 192 países foram fechados devido à pandemia da COVID-19? De acordo com dados do Banco Mundial, a pandemia afetou mais de 90% de todos os alunos e estudantes do mundo: quase 1,6 bilhão de crianças de várias idades. O investimento em educação diminuiu. Como Mathieu Brossard , diretor de educação do Centro Innocenti de Pesquisa da UNICEF, afirmou recentemente no Fórum EdHeroes , 75% dos alunos do mundo não estão recebendo a educação que recebiam anteriormente, devido à falta de internet ou eletricidade. As consequências sociais e econômicas serão duradouras, com redução na qualidade e na disponibilidade da educação, da produtividade e dos salários.

Uma tendência social vem se desenvolvendo em resposta a essa situação: um grupo de novos EdHeroes está surgindo e crescendo. São pessoas ativas de várias profissões que estão se envolvendo no campo da educação "de fora" para melhorar sua qualidade e torná-la acessível a mais crianças.

"A pandemia levou à interrupção em massa do mundo e com a educação não poderia ser diferente. O caos gerado em consequência disso nos dá a oportunidade de reimaginar como podemos nos equipar para garantir que cada aluno atinja seu potencial, e é esse objetivo que está incentivando uma ampla gama de pessoas de diferentes origens a contribuir para esse objetivo, e tem um enorme potencial de nos levar a abraçar o bem que resultará dessa época extremamente desafiadora", diz Vikas Pota , fundador da T4 Education.

Você viu?

Tendência 1. Empreendedores estão se envolvendo na educação Evgeny Gordeev , sócio-gerente da agência de comunicações Breffi, lançou uma iniciativa, a "Grateful Graduates", na escola em que estudou na pequena cidade russa de Pyatigorsk. Ele está organizando para que os alunos conheçam pessoas que possam se tornar seus exemplos e os inspirem, em um momento em que a motivação e a qualidade da educação estão caindo. Ele também lançou um prêmio intitulado "Teachers Are the Heart of Schools" ("Professores São o Coração das Escolas", em tradução livre), em que estudantes já formados votam nos professores que exerceram maior influência sobre eles. Esses estudantes criaram para o prêmio um fundo que saiu de seus próprios bolsos. Gordeev pretende criar uma franquia social para que os estudantes formados de qualquer escola possam criar um prêmio como esse. O prêmio "Teachers Are the Heart of Schools" foi concedido pela primeira vez em março de 2021 por meio de uma iniciativa concebida por Igor Rybakov , empreendedor e fundador da Rybakov Foundation , que criou um fundo de doações de US$ 1 milhão em sua antiga escola em Magnitogorsk. Um fundo de prêmios foi alocado a partir do fundo de doações.

Tendência 2. Campanhas de arrecadação de fundos que reduzem a disparidade tecnológica quando se trata de acesso à educação, uma lacuna que a pandemia só aumentou. Por exemplo, mais de 46 mil dispositivos foram doados e outros 70 mil dispositivos foram prometidos por empresas como parte da campanha da BBC "Make a Difference, Give a Laptop" ("Faça a Diferença, Doe um Laptop", em tradução livre). Outras £ 917.890 foram doadas a instituições de caridade e escolas por empresas locais, trustes, indivíduos e fundações, e dois mil itens de suporte de dados foram doados como resultado da campanha.

Tendência 3. Os educadores estão saindo do papel de apenas professores e estão criando projetos educacionais em grande escala. Eles têm conseguido reduzir substancialmente o impacto negativo que a pandemia teve sobre as comunidades locais. Após sete anos coordenando programas educacionais para crianças, uma das vencedoras do Rybakov Preschool Award  (prêmio pré-escolar Rybakov), Adina Elena Benghea, da Romênia, fundou o STURZ Research and Development Center for Family Education para popularizar o desenvolvimento psicomotor de crianças. Em 2020, ela lançou o programa on-line de educação psicomotora, ajudando pais e professores a responder aos desafios emocionais, físicos e cognitivos que as crianças estão enfrentando nesses tempos difíceis. "Observo um interesse crescente na educação por parte de empreendedores e indivíduos. De alguma forma, a mudança para o modo on-line nos uniu mais, para que coloquemos nossos recursos facilmente à disposição de um objetivo comum maior".

Para mais informações, envie um e-mail para: [email protected]

Foto - https://mma.prnewswire.com/media/1495634/Evgeny_Gordeev__center___entrepreneurs_from_the_Equium.jpg

FONTE Rybakov Family Foundation

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários