GESDA realizará encontro inaugural em outubro para iniciativas globais de diplomacia baseadas em descobertas científicas emergentes
prnewswire.com
GESDA realizará encontro inaugural em outubro para iniciativas globais de diplomacia baseadas em descobertas científicas emergentes

GENEBRA, 14 de abril de 2021 /PRNewswire/ --  A Geneva Science and Diplomacy Anticipator (GESDA), uma fundação suíça que atua como a primeira ferramenta global de diplomacia baseada na previsão científica, lançou hoje seu primeiro relatório de atividades e anunciou que realizará seu primeiro encontro anual para soluções ambiciosas com base em uma plataforma exclusiva de tomada de decisão: a GESDA Breakthrough Radar.

O encontro inaugural anual GESDA Summit ocorrerá de 7 a 9 de outubro, e são esperados 300 oficiais da ONU, ganhadores do Prêmio Nobel e outros representantes das quatro comunidades da GESDA – acadêmicos, diplomatas, líderes de impacto, ONGs e o público em geral – no centro de ciências de Genebra, Campus Biotech, onde a GESDA está sediada. Entre as questões mais polêmicas a serem discutidas entre os participantes em sessões interativas e outros diálogos estão:

  • como catalisar o multilateralismo por meio de previsão e ação em diplomacia científica;
  • futuros desafios globais em engenharia de genoma humano;
  • um futuro comum para a computação quântica;
  • o caminho para a utilização de recursos espaciais;
  • codesenvolvimento de IA avançada em escala global com acesso universal seguro;
  • e o futuro dos esquemas de financiamento e desenvolvimento com base em avanços científicos.

No encontro, a GESDA revelará seu Breakthrough Radar , uma ferramenta exclusiva de tomada de decisão que avalia o impacto e o impulso dos futuros avanços científicos, ao longo de prazos relevantes para a GESDA (cinco, dez e 25 anos), em quatro questões de fronteira científica: revolução quântica e inteligência artificial (IA) avançada, inteligência aumentada, recuperação ecológica e geoengenharia, assim como ciência preventiva e diplomacia. O Breakthrough Radar foi criado para fornecer um mapeamento de fácil leitura dos avanços científicos potenciais e seus possíveis impactos nas pessoas, na sociedade e no planeta. Com base neste levantamento científico antecipatório, a GESDA está se empenhando para desenvolver, em Genebra, soluções para enfrentar os desafios globais atuais e futuros, como:

  • uma organização híbrida semelhante ao CERN/IAEA para garantir o acesso e uso seguros de infraestruturas quânticas para comunicação e computação, como aquelas para agendas estratégicas de segurança nacional e internacional;
  • estabelecimento de um novo tribunal ou órgão global de resolução de litígios para a auto-regulamentação de contendas científicas sobre ética, privacidade, governança da ciência e os benefícios gerais do progresso científico para a humanidade;
  • um acordo internacional sobre o codesenvolvimento, acesso e uso de modelos avançados de IA, juntamente com a criação de uma organização para apoiar e governar esses padrões de governança globais;
  • e um empreendimento de pesquisa e desenvolvimento em estilo de projeto em Manhattan para ajudar a ciência e a indústria a acelerar a descarbonização de processos industriais nas próximas décadas.

Até o momento, a GESDA reuniu  cerca de 100 cientistas de destaque, diplomatas seniores, filantropos, chefes de organizações internacionais, executivos de universidades e do setor, bem como ONGs e membros do público em geral, conforme detalhado em seu primeiro relatório anual de atividades  de 2019 e 2020, que inclui fatos e números importantes sobre o progresso da fundação. Ela produziu 11 dossiês científicos antecipatórios  e reuniu cerca de 60 cientistas especialistas, líderes políticos e empresariais e o público em geral para discutir esses dossiês em uma reunião conjunta de seus painéis acadêmicos e diplomáticos de alto nível  em dezembro de 2020. A GESDA atraiu o financiamento filantrópico para igualar o financiamento inicial do governo federal da Suíça, assim como do Cantão e da cidade de Genebra.

O primeiro relatório anual de atividades é publicado após o governo federal da Suíça ter fortalecido o papel de Genebra como um centro de governança digital e tecnológica com a nomeação do embaixador Alexandre Fasel  como o primeiro representante especial de diplomacia científica em Genebra, em fevereiro do ano passado.

"O que a GESDA conquistou até agora realmente superou minhas expectativas", disse Peter Brabeck-Letmathe, presidente do conselho de administração da GESDA . "O mundo está vivenciando avanços científicos e tecnológicos inovadores a uma velocidade sem precedentes. Essas descobertas remodelarão a forma como nos vemos como humanos, como nos relacionamos uns com os outros na sociedade e como nos preocupamos com nosso meio ambiente. A GESDA desempenhará um papel crucial na antecipação de avanços em ciências de fronteira para garantir que captemos seu potencial de bem-estar global e desenvolvimento inclusivo, ao mesmo tempo que protegemos nosso bem-estar coletivo."

"Tecnologias inovadoras como inteligência artificial avançada, edição de genomas, neuroaprimoramento, descarbonização e diplomacia computacional deverão dominar a agenda mundial nas próximas décadas", disse Patrick Aebischer , vice-presidente da GESDA e ex-presidente do Instituto Federal Suíço de Tecnologia em Lausanne. "A GESDA servirá como um "think tank" (grupo de reflexão) e como um "do tank" (grupo de ação) ao reunir diferentes comunidades, ao mesmo tempo que garantirá que possamos aproveitar ao máximo esses avanços científicos antecipados. Com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável à vista e os desafios globais futuros, devemos garantir que estaremos prontos para implementar estruturas de governança sem desacelerar a inovação que melhorará a vida das pessoas."

Sobre a Geneva Science and Diplomacy Anticipator (GESDA)

A Geneva Science and Diplomacy Anticipator (GESDA), uma fundação suíça e parceria pública-privada nascida em 2019, foi criada como uma ferramenta antecipatória de ciência e diplomacia para gerar um maior impacto e eficácia multilateral.

A visão ambiciosa da GESDA de usar o futuro para construir o presente reflete tanto a velocidade dos avanços científicos quanto o dinamismo da cidade em que está sediada, Genebra, um centro global de multilateralismo e sede do QG europeu das Nações Unidas e de mais de 2.000 outras organizações internacionais, ONGs, empresas multinacionais e instituições acadêmicas de classe mundial.

Impulsionada por uma ampla comunidade global vinda de todas as partes do mundo, a GESDA aborda três perguntas fundamentais para enfrentar os desafios emergentes:

  • Quem somos, como humanos? O que significa ser humano na era dos robôs, da edição genética e da realidade aumentada?
  • Como podemos todos viver juntos? Qual tecnologia pode ser implementada para ajudar a reduzir a desigualdade, melhorar o bem-estar e promover o desenvolvimento inclusivo?
  • Como podemos garantir o bem-estar da humanidade e o futuro sustentável de nosso planeta? Como podemos abastecer a população mundial com os alimentos e a energia necessários ao mesmo tempo que regeneramos nosso planeta?

Para tanto, o trabalho da fundação consiste em:

  • antecipar  os avanços científicos que causarão impacto no mundo listando o que está "cozinhando" e sairá dos laboratórios científicos nos próximos cinco, dez ou 25 anos (seja nas ciências formal, natural ou humana), por meio de um sistema de exploração global atualizado anualmente, destacando seu impacto potencial para as pessoas, a sociedade e o planeta;
  • acelerar  a discussão sobre as oportunidades oferecidas por esses avanços científicos com políticos, diplomatas, filantropos, empreendedores, ONGs e o público em geral, a fim de projetar com eles soluções capazes de combater os desafios globais atuais ou emergentes enfrentados pela humanidade, incluindo os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU de 2030;
  • traduzir  essas soluções em projetos concretos e de ponta, reunindo as alianças, parceiros e investidores necessários para implementá-los em colaboração com instituições multilaterais, das quais Genebra é o centro operacional da ONU.

Logotipo - https://mma.prnewswire.com/media/1486243/GESDA_Logo.jpg

Contatos para obter mais informações 




Para parceiros estratégicos

Para a imprensa

Você viu?



Stéphane Decoutère

Olivier Dessibourg

Secretário geral

Diretor executivo de comunicação e apoio científicos

[email protected]

[email protected]

+41 79 292 50 80

+41 78 712 88 68



Para investidores

Encontre-nos na Internet



Sandro Giuliani

Site: www.gesda.global

Diretor executivo do Impact Fund 

Linkedin: https://www.linkedin.com/company/gesda-global/

[email protected]

Twitter: https://twitter.com/GESDAglobal

+41 79 303 06 00




FONTE GESDA -The Geneva Science and Diplomacy Anticipator

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários