O consumidor vai estar mais arisco no mundo pós-pandemia. Esse é o saldo de um estudo conduzido pela Board of Innovation, uma consultoria de estratégias de mercado, que se debruçou sobre as perspectivas ensejadas pela COVID-19 para o mundo que vai surgir ao fim da pandemia.

Covid
Carlos Bassan
Economia pós-pandemia será radicalmente diferente, prevê estudo

O "novo normal", como muitos chamam, vai estabelecer uma série de mudanças e lógicas de consumo e hábitos economicos, culturais e comportamentais. O estudo classifica essa nova realidade como economia de baixo contato . A expectativa é que a COVID-19 afete de alguma maneira a economia até o fim de 2021.

Com a ansiedade e a solidão em alta, haverá aumento dos serviços remotos, como terapia, coaching, expansão dos jogos online e a procura por pets. O home office deve se consolidar como alternativa mais vigorosa para negócios diversos e a telemedicina será uma demanda social.

O turismo será o setor mais afetado, principalmente no campo das viagens internacionais. 

A ideia do delivery vai se multiplicar e gerar o lançamento de novas plataformas e até mesmo levar à fusão de restaurantes com plataformas próprias de entrega.

O estudo, no entanto, recomenda que cada empresário avalie como o seu negócio pode se adaptar a essa economia de baixo contato . Desenvolva uma estratégia a partir dos novos hábitos do seu cliente. De questões mais simples às transformações mais complexas. Será preciso mudar o jeito de ser para continuar funcional nessa nova economia.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários