Muitas empresas brasileiras, enquanto buscam socorro do governo e alternativas para se manter viáveis, já se veem na contingência de repensar importantes questões, entre elas contas rotineiras como locação, condomínio e IPTU.

Imóveis
Thinkstock/Getty Images
Imóveis

São gastos fixos que podem desequilibrar orçamentos já suficientemente afetados pela crise. É neste cenário que o conceito de imóveis corporativos pode ser recodificado no cenário pós-pandemia. 

Leia também: Empresas usam internet para vendas e relação com clientes

O movimento de busca por otimização dos custos de ocupação acontece desde 2010, com a tendência de escritórios no formato “open space”, que de forma genérica, garante um custo de ocupação por estação de trabalho mais atrativo.

A realidade ensejada pela crise do coronavírus, no entanto, vai acelerar esse movimento de busca por redução de custos por estação de trabalho. É esta a avaliação de Frederico Freitas, CEO da Target Real Estate, consultoria imobiliária. “Algumas opções são mudar para regiões com preços mais acessíveis ou permanecer na mesma região, porém, reduzindo a qualidade do edifício, diminuindo a área do atual escritório em ‘m²’ pela maior adesão ao aumento dos home offices”.

Nova metodologia

Há tendências de estudos para estações de trabalho residenciais com o uso das diretrizes de Neuroarquitetura (estudo feito dentro do ambiente para saber suas emoções e comportamento). 

A neurociência e a neuroarquitetura são duas ciências amplamente conhecidas que, juntas, fundamentam as decisões de projeto com estudos científicos que analisam o indivíduo e sua relação com o ambiente.

"Esses são pontos interessantes e concomitantes com o que estamos vivendo no presente momento, com os impactos da Covid-19 na economia”, explica a arquiteta corporativa Luciana Bergamo.

O momento atual é de apreensão, até porque a dimensão da crise ainda é desconhecida, mas o mercado já se prepara para esse reajuste e projeta aquecimento econômico no setor dos imóveis corporativos neste novo contexto.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários