Lançado em junho deste ano e já com uma avaliação de quatro estrelas na loja virtual da Amazon, o Redmi 10C é mais uma demonstração de força da Xiaomi ante uma concorrência que parece não perceber o impacto do bonde chinês no mercado de smarphones brasileiro.

Loja da Xiaomi no Shopping Ibirapuera
Divulgação/Xiaomi
Loja da Xiaomi no Shopping Ibirapuera

O aparelho ostenta preço de um produto de linha de entrada, mas conta com recursos para lá de sofisticados - a começar pela capacidade de armazenamento de 128GB, uma raridade para celulares que custam R$ 1.000.

O Redmi 10C é alimentado pelo incrível processador Snapdragon 680 octa-core, que também é construído no processo de 6nm de nível principal. Isso o torna capaz de ótimo desempenho, além de ser altamente eficiente em termos de energia, prolongando a vida útil da bateria. Esta, por sinal, é de 5000mAh (tipo), o que dá amplitude de duração de dois dias.

Equipado com uma tela grande de 6,71", outra raridade em sua faixa de preço, o Redmi 10C também suporta transmissões em HD para uma experiência de streaming revigorante. Além disso, a tela é protegida por Corning Gorilla Glass, proporcionando resistência a quedas e arranhões.

O aparelho oferece fotografia de nível profissional com a câmera de 50 MP de alta resolução. A memória RAM corresponde a 4GB.

undefined

Redmi 10C

Diga adeus à ansiedade por bateria fraca

por

Xiaomi

R$ 1.089,95

*O iG pode ganhar comissão sobre as vendas originadas a partir deste artigo

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários