Xiaomi Redmi 10A
Divulgação/Xiaomi
Xiaomi Redmi 10A

A Xiaomi oficializou o lançamento da versão global do Redmi 10A com um preço de US$ 129 na versão de 4GB de memória RAM e 128 GB de armazenamento interno, o que dá algo próximo de R$ 730. Ou seja, embora não haja, ainda, preço sugerido para o mercado brasileiro, é natural supor que o smartphone chegue por aqui custando cerca de R$ 1.000.

O desempenho do aparelho é liderado por um processador MediaTek Helio G25, mesma plataforma utilizada no Redmi 9A, seu antecessor. As opções de configuração incluem 2, 3 ou 4 GB de RAM, além de 32, 64 ou 128 GB de armazenamento interno.

Um valioso diferencial está na câmera extra localizada na parte traseira, com um sensor de 2 MP que serve para detecção de profundidade nas fotos capturadas com o modo retrato. Na parte frontal, o Redmi 10A traz um componente de 5 MP para as selfies, localizado em um entalhe em formato de gota.

O aparelho tem uma bateria de 5.000 mAh, o que significa ostentar uma autonomia razoavelmente grande para as demandas atuais. O dispositivo ainda conta com um sensor biométrico na parte traseira e porta P2 de 3,5 mm para fones de ouvido. O sistema operacional é o Android 11.

Veja outros modelos do Xiaomi Redmi 10

*O iG pode ganhar comissão sobre as vendas originadas a partir deste artigo

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários