Todo mundo já ouviu que há mais aparelhos celulares em circulação do que pessoas no Brasil e, bem, essa realidade não vai mudar tão cedo. O Statista , companhia internacional de dados, levantou no início de 2022 a média global de compras de smartphones realizadas nos últimos anos e previu números para os anos seguintes. 

Mulher com o celular
Pexels
Mulher com o celular

O comércio de aparelhos celulares ultrapassou seis bilhões de vendas em 2021, e a estimativa é de que até o final deste ano chegue a 6,567 bilhões de unidades vendidas em todo o mundo - o que resultaria em um crescimento de 4,92%.

Entre janeiro e março deste ano, por exemplo, os  smartphones foram os produtos mais buscados na loja virtual da Amazon.

O estudo ainda apresenta suposições de vendas até o ano de 2027, sugerindo que em 6 anos esse aumento será de cerca de 22,86%, totalizando sete bilhões e seiscentos e noventa milhões de reais. É possível conferir todos esses detalhes aqui

Esses índices mostram o quanto a venda de celulares cresceu de forma exponencial nos últimos anos, e reforça o quanto a receita do mercado global de eletrônicos mudou para melhor ao longo da última década mesmo com o crescente preço médio de venda dos smartphones.

Veja celulares em oferta

*O iG pode ganhar comissão sobre as vendas originadas a partir deste artigo

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários