A edição de 2021 da Black Friday no Brasil promete ser o maior evento já registrado desde o lançamento da data comemorativa no País. Segundo estudo da Conversion, o crescimento na intenção de compra para este ano deve ser de 14,7%.

Black Friday: 5 dicas para evitar armadilhas e saber se o produto realmente está na promoção
FreePik
Black Friday: 5 dicas para evitar armadilhas e saber se o produto realmente está na promoção

O levantamento registra, ainda, que 72% dos consumidores brasileiros vão dar prioridade às compras online neste ano. Aqueles que revelaram escolher as compras online por medo do contágio do COVID-19 somam 62,96%.

“Estes dados mostram que, apesar da reabertura de algumas cidades já ter sido totalmente concluída, como São Paulo, por exemplo, a maior parte da população ainda possui algum receio com relação à pandemia”, comenta Diego Ivo, CEO da Conversion.

Natal à vista

As compras para o Natal também lideram as intenções, e 86,04% dos consumidores assumiram usar a Black Friday para garantir os presentes de final de ano. A pesquisa revela, ainda, que o valor médio que os consumidores estão dispostos a gastar com compras varia entre R$ 500 e R$ 3 mil.

Leia Também

Os badalados de sempre

Os smartphones permanecem como o grande objeto de desejo para a Black Friday. Em 2021, eles respondem por 66% do interesse dos consumidores. Os eletrônicos , aliás, mantêm a liderança entre as categorias mais desejadas do evento. 

"Podemos esperar um varejo virtual mais maduro, com as lições aprendidas no último ano. As atenções do consumidor agora se voltam às compras online por escolha própria, por mais segurança no digital e mais comodidade”, explica o CEO da Conversion.

Confira ofertas na Amazon

* O iG pode ganhar comissão sobre as vendas originadas a partir deste artigo

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários