A despeito de uma pandemia em curso e todas as inerentes preocupações a ela, o inverno mais seco dos últimos anos enseja uma série de alergias que também demandam cuidado e atenção.

Tempo seco provoca reações alérgicas
Reprodução/Amazon
Tempo seco provoca reações alérgicas

O maior malefício da baixa umidade do ar é a desidratação das células, principalmente da pele e das mucosas. Narinas e olhos ressecados, cansaço e dor de cabeça são sintomas que podem aparecer quando faltam água e sais minerais no organismo.

As reações alérgicas mais comuns dessa sazonalidade são rinite, dermatite, faringite, conjuntivite e sinusite. 

A melhor forma de prevenção é a constante hidratação. Beber bastante água, o recomendável são ao menos 2 litros por dia, hidratar as narinas com soro fisiológico e pingar colírio nos olhos são atividades essenciais para quem já tem propensão a alguma dessas reações alérgicas.

A higienização correta de objetos que podem acumular poeira, ácaros, fungos e mofo também deve ser uma prioridade. Assim como utilizar umidificadores ou espalhar toalhas molhadas pelo ambiente.

Há, porém, soluções alternativas que visam principalmente amenizar os sintomas dessas reações. Uma dela é o inalador nasal de aromaterapia, que pode ser levado para o trabalho ou escola e atua na descongestão nasal. Ele pode ser adquirido aqui .

Veja produtos que combatem alergias

*O iG pode ganhar comissão sobre as vendas originadas a partir deste artigo

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários