No último dia 11, lamentou-se o aniversário de um ano da pandemia do covid-19. Nessa mesma data no ano passado, a Organização Mundial da Saúde decretava que a doença já se disseminava pelo planeta e, por conta disso, cabia a cada Estado fazer o que julgasse necessário para conter o vírus. A partir desse momento, dois temas preocupavam os brasileiros: a saúde e a economia.

As compras online se intensificaram durante a pandemia
shutterstock
As compras online se intensificaram durante a pandemia

Frente a esse novo cenário, os empreendedores precisaram se adequar: começaram a acelerar a digitalização de seus negócios para alavancar as vendas online ao mesmo tempo que preparam seus espaços físicos para seguir as novas restrições.

Já os consumidores encontraram nas compras online uma forma segura de continuarem a consumir. Aqueles que precisavam ir até os estabelecimentos buscavam formas rápidas e seguras de fazê-lo, tentando minimizar as chances de contágio.

O resultado desse comportamento acelerou o que se acreditava ser uma tendência: o aumento de compras online. Um estudo da Mastercard e Americas Market Intelligence (AMI) mostrou que 46% dos brasileiros aumentaram o volume de compras online durante a pandemia enquanto 7% compraram online pela primeira vez em 2020. No caso do Natal, época conhecida pelos gastos extras com presentes e comemorações, as vendas online do varejo cresceram 44,6% em 2020 em relação a 2019, de acordo com a EbitNielsen.

Uma outra tendência importante e que caminha junto com as compras online e com o distanciamento social é a diminuição de pagamentos em dinheiro. Ainda segundo a pesquisa da Mastercard e AMI, 57% dos consumidores estão usando menos dinheiro por conta da COVID-19 sendo que 38% reduziram seu uso em pelo menos 20%.

Você viu?

Com isso, os cartões surgem como uma boa opção de pagamento, tanto por possibilitarem compras em lojas online como também, em alguns modelos, oferecerem pagamentos via aproximação, modalidade que também cresceu durante a pandemia: dados internos da Mastercard indicam que o número de pagamentos por aproximação realizados no Brasil mais do que dobrou entre janeiro e setembro de 2020.

Dentre as opções de cartões que existem no mercado , os sem anuidade fazem parte de uma categoria bastante procurada pelos brasileiros, principalmente aqueles que possuem rendas mais baixas ou até mesmo os que veem vantagens nos benefícios oferecidos ao ponto de justificar pagar o valor anual. O cartão do Nubank é um dos mais populares, mas também existem outras opções vantajosas quando o assunto é isenção de anuidade, NFC e pagamento de lojas online.

O Itaucard Click Visa Platinum possui um programa de benefícios próprio e oferece as vantagens de um cartão Platinum com anuidade grátis. Diferente de outros cartões, não possui renda mínima exigida e conta com uma pontuação $ 3 = 1, ou seja, a cada R$3 gastos é possível ganhar 1 ponto para trocar por produtos, viagens e experiências. O cartão também possui um app que oferece descontos em cinemas e em lojas parceiras. E, por fim, conta com a funcionalidade de pagamento por aproximação.

Uma outra opção interessante é o cartão da startup Meliuz, que tem como principal diferencial o cashback que pode chegar até 1,8%. Diferente do Itaucard Click, é necessário ter renda de ao menos R$1.100 para poder ser aprovado. O cartão da Meliuz não tem anuidade e possui pagamento por aproximação.

O banco Santander também resolveu aproveitar a parcela de clientes que buscam por cartões sem anuidade e por isso oferece ao mercado o SX. Para ser aprovado nesse cartão, é preciso ter renda mínima de R$ 1.045, mas caso seja correntista do banco esse valor cai para R$500. A anuidade é zerada ao gastar ao menos R$100 por mês, caso contrário o valor será de 12x R$33,35 ou R$399. O cartão oferece descontos na Casas Bahia, Natura e diversos outros parceiros Esfera.

Por fim, o Credicard Platinum também aparece como uma boa opção de cartão sem anuidade e com pagamento por NFC. Não é exigida renda mínima para fazer um pedido e a anuidade é grátis independente dos gastos com o cartão. Com ele é possível ter benefícios e descontos em mais de 50 parceiros.

Em meio a uma pandemia que segue sem previsão para acabar, torna-se essencial se adaptar a essas novas tendências e minimizar cada vez mais os riscos de contagiar a si mesmo e aos outros. Nessa situação,  o cartão de crédito e os meios digitais se mostram grandes aliados, trazendo segurança e praticidade.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários