Manter um consutório pode ser muito dispendioso e muitos médicos acabam optando por clinicar em clínicas especializadas, hospitais ou pronto-socorros. Com o advento da telemedicina , regulamentada no bojo da pandemia do coronavírus, é possível agregar essa sistemática o próprio consultório digital e disponibilizar-se para pacientes de todo o Brasil.

Dr. iG
Reprodução
Médicos podem ter mais controle sobre a própria rotina e renda com o Dr. iG

No Dr. iG , plataforma de telemedicina lançada em abril pelo portal iG , o médico pode montar o seu consultório inteiramente digital com agendamento online, área e prontuário do paciente integrados e contar com a potencialidade da audiência do portal que tem 58 milhões de usuários únicos por mês.

A estrutura oferece, ainda, marketing digital, fila de espera, além de toda a tecnologia para você fazer o profissional da saúde fazer o atendimento de sua casa. Clique aqui e conheça a plataforma .

Há duas modalidades de atendimento. A teleorientação, que prevê como o nome diz orientações e recomendações, e teleconsulta, em que o profissional de saúde efetivamente clinica e pode emitir atestados e receitas com a assinatura digital validada pela próprio  Dr. iG . Essa certificação digital, com o ICP Brasil, mecanismo regulado pelo Ministério da Saúde, já sai com um QR Code que pode ser acessado na farmácia, facilitando ainda mais interação e controle.

A consulta é de autonomia total do médico . Ele escolhe o valor que vai cobrar, a duração do atendimento, se vai precisar encaminhar o paciente para uma consulta física, medicação a ser ministrada, etc.

    Veja Também

      Mostrar mais